aufmacher_neu-1400

K 2016: LANXESS reúne-se com o mundo dos plásticos

A indústria internacional de plásticos e borracha vai se reunir em Düsseldorf, na Alemanha, em outubro. A K 2016, principal feira do mundo para a indústria, será realizada de 19 a 26 de outubro. A LANXESS irá apresentar a sua ampla gama de produtos plásticos de alto desempenho na exposição.

Detalhes em vermelho garantem o reconhecimento

messestand_bearbMais uma vez a feira K, em Düsseldorf será o principal destaque da indústria e o ponto de partida para decisões que definem tendências sobre soluções para produtos, processos e problemas no processamento de plásticos. Mais de 3.100 expositores irão apresentar seus produtos e serviços para os visitantes ao longo de uma semana.

A LANXESS estará lá, ao lado de sua nova joint venture de borracha ARLANXEO. A famosa Gummistraße (Rubber Street), onde a LANXESS reúne-se com a associação comercial da indústria de borracha alemã e a editora Dr. Gupta para oferecer aos processadores uma plataforma de apresentação, estará presente novamente este ano. A apresentação acontecerá no Corredor 6 em uma área de mais de 1.200 metros quadrados.

No estande de 700 metros quadrados da LANXESS, a cor vermelha será destaque, garantindo que a empresa seja reconhecida. “O stand da LANXESS evoluiu estéticamente em relação às feiras anteriores. A arquitetura tem um efeito de escultura e impressiona com linhas fluídas que seguem um rígido padrão geométrico”, explica Udo Erbstößer, líder do projeto e gerente de stand, sobre a presença da LANXESS na feira.

Qualidade funciona

Este ano, o lema da empresa especializada em química é “Quality Works” (Qualidade Funciona). Ela demonstra que o desempenho e a qualidade para a LANXESS tem importância central. “Este slogan destaca não só os nossos excelentes produtos, mas também engloba a orientação global da empresa. O lema também representa o nosso foco no cliente, serviço sólido e os nossos processos eficientes”, disse o membro do Conselho de Administração da LANXESS, Hubert Fink. A LANXESS vai apresentar uma campanha que reflete isso na K 2016.

Cárter de motor com Durethan

motoroelwanne_porsche_bearb

Projetos mais novos de módulos de cárter estão trocando a poliamida 6.6 em favor da igualmente robusta, mas muito mais econômica, poliamida 6. O exemplo mais recente é o módulo de cárter para os novos motores de seis cilindros boxer do Porsche 911 Carrera, que é feito com Durethan® BKV 30 H2.0 da LANXESS.

A engenharia leve é um tema importante quando se trata de redução de energia e do consumo de combustível na mobilidade. Obviamente, os metais estão sendo progressivamente substituídos por plástico na fabricação de cárteres de motores. O exemplo mais recente disso é o módulo de cárter feito com Durethan®, uma poliamida da LANXESS para os novos motores de seis cilindros boxer para o Porsche 911 Carrera. “O componente atende plenamente aos requisitos específicos de integração funcional, construção leve e produção econômica que a nova geração de motores deve cumprir”, explica Jorge Soares, gerente de projeto para o componente de alta complexidade da POLYTEC PLASTICS Germany GmbH & Co. KG, com sede em Lohne. O módulo de cárter foi desenvolvido em estreita cooperação com a POLYTEC e a Porsche.

A LANXESS demonstrou em um estudo para a Porsche que os cárteres de motor feitos com poliamida 6 são certamente viáveis. Os testes incluíram testes de longo prazo de estabilidade do termoplástico com óleo de motor novo e usado, entre outras coisas. O cárter do motor para o Porsche 911 Carrera contém uma parte superior e uma inferior feita de Durethan® BKV 30 H2.0 reforçado com 30% de fibra de vidro. Com o auxílio da poliamida 6, foi possível reduzir o peso das cubas superior e inferior do cárter para 1,3 e 1,8 kg, respectivamente. Foi possível reduzir o peso do cárter em um total de mais de dois quilogramas, em comparação com o seu antecessor de alumínio.

Caixas de bateria para bicicletas elétricas e scooters

e_scooter_eb2_giallo_batteria_06-1_bearb

Para fazer componentes das caixas para as baterias de bicicletas e scooters, a Askoll Holding srl usa uma mistura de PBT + ASA da LANXESS que, no futuro, será comercializada sob o nome Pocan AF 4110. Foto: Askoll

A LANXESS vai expor em seu estande o scooter elétrico de dois lugares “ES2”, um modelo desenvolvido e projetado na Itália. A fabricante dos “clássicos coloridos com um toque retro” é a Askoll Holding srl. A fabricação dos componentes das caixas para as baterias das bicicletas depende de um novo material da LANXESS, que será comercializado sob o nome Pocan AF 4110 no futuro.

O novo composto com proteção contra chamas é projetado para revestimentos geometricamente complexos com grande uso do material nas áreas de elétrica e eletrônica. O que dá ao nosso material uma vantagem, além de sua baixa deformação e alta resistência a chamas, é que ele atende aos requisitos rigorosos em termos de resistência química, estabilidade térmica e resistência ao impacto. Ele também pode ser soldado por ultrassom em um processo seguro”, explica Fabio Passeri, Gerente de Vendas na unidade de negócios da LANXESS High Performance Materials (HPM) para a região da Itália e Suíça. “Além disso, graças à sua alta estabilidade de cor, podemos eliminar a laca com proteção UV separada dos componentes, com consideráveis economias de custos”.

 Acessórios de cozinha leves

lxs-img_simulation_walzentraeger_2_03-bearb

No caso de um suporte de rolos para processador de alimentos, o processo de enchimento do molde foi simulado a fim de determinar o conceito de injeção correto para evitar linhas de solda e bolsas de ar, e minimizar o empenamento.

Os plásticos da LANXESS também estão sendo usados em casa. Um exemplo é um suporte de rolo para o processador de alimentos de um fabricante de eletrodomésticos sofisticados. Ele é feito com Pocan C 3230 XF (XtremeFlow), uma mistura de tereftalato de polibutileno e policarbonato reforçado com 30% de fibra de vidro feito pela LANXESS. “Com o nosso material, este componente de precisão, que é submetido a cargas mecânicas elevadas, pode ter design fino, mas ainda apresentar baixa deformação e estabilidade dimensional, ao mesmo tempo”, explica Hans-Joachim Klöpper, gerente de Key Account, na unidade de negócio HPM. Há anos, a empresa de especialidades químicas fornece ao fabricante de eletrodomésticos materiais personalizados e apoio durante o desenvolvimento do suporte de rolo, com simulações mecânicas ou de processo.

O processador de alimentos combina diversas funções. Ele pode, por exemplo, moer, cortar, misturar, bater, misturar e amassar. Por conseguinte, o rolo de suporte é um componente complexo com uma série de recessos, pontos de conexão e guias, bem como nervuras de reforço em várias áreas. “Graças às boas propriedades de fluxo de nossa mistura, este componente complexo pode ser moldado por injeção com espessuras de parede de apenas 1,2 a 3 milímetros”, diz Klöpper.

Informações sobre o Tepex

broschuere_tepex_vor_auto_1_03_bearbPor causa do forte interesse no Tepex, um compósito semiacabado feito pela subsidiária da LANXESS Bond Laminates um catálogo de processamento sobre seu manuseio será apresentado na K 2016. Ele fornece informações sobre as vantagens do compósito termoplástico, o seu potencial na construção leve e as famílias de produtos, e cobre em detalhe os vários métodos para o processamento do Tepex, como termoformagem e moldagem híbrida. Será dado um destaque considerável para as técnicas para aquecer o Tepex, e para o design e cálculo de componentes por meio de simulação integrativa e de projeção.

O catálogo é voltado para engenheiros e também para leitores interessados na tecnologia que trabalham, por exemplo, em marketing ou compras. Ele estará disponível na K 2016, no estande LANXESS e para download no site www.tepex.de.

LANXESS dá cor aos plásticos

macrolex_03_bearb

Macrolex Gran: coloração brilhante de plásticos amorfos e semicristalinos.

A unidade de negócios da LANXESS Rhein Chemie Additives (ADD) irá apresentar seus corantes orgânicos Macrolex Gran para a coloração brilhante de plásticos amorfos e semicristalinos. Graças à sua forma de microgrânulos, os corantes se contrapõem de forma extremamente favorável aos pós e grânulos compactos, devido às suas excelentes propriedades de dispersão e processamento e manuseio seguro. Os microgrânulos Macrolex são esferas ocas, que podem ser facilmente esmagadas, o que significa que podem ser distribuídas de forma rápida, uniforme e completa, e incorporadas ao plástico. A excelente capacidade de processamento do produto é resultante do fato de as esferas ocas compreenderem partículas primárias particularmente pequenas de cerca de dois a dez micrômetros, dependendo da cor.

O design do Macrolex Gran por um lado possui esferas ocas suficientemente grandes para dificilmente formarem poeira, e por outro o tamanho reduzido da partícula, muito menor em comparação com o pó, permite uma rápida e completa dissolução na solução de plástico. As boas propriedades de fluidez das esferas de 0,3 milímetros facilitam uma medição e evitam aglutinação no processo de mistura. A densidade quatro vezes maior, em comparação com o pó, também tem bons resultados no processamento, transporte e armazenamento.

Novo estabilizador de hidrólise

A ADD também apresentará sua ampla gama de estabilizadores de hidrólise para plásticos e poliuretanos. Uma nova adição é Stabaxol P 110, o primeiro produto de uma nova linha inovadora de carbodiimidas poliméricas de baixa emissão, que são baseadas em matérias-primas alternativas. Com este produto, a LANXESS está atendendo à tendência para agentes anti-hidrólise personalizados que são para uso em aplicações individuais sob medida e são, portanto, uma enorme melhoria em relação ao desempenho de estabilização, toxicologia, emissões e manuseio.

O Stabaxol P 110 demonstra excelente desempenho quando usado em termoplásticos PET e PBT e elastômeros termoplásticos (TPE-E). Em especial, a sua utilização no polilactídeo bioplástico (PLA) resulta em uma grande extensão da vida útil do artigo final, sob condições operacionais úmidas e quentes. Aplicações típicas incluem monofilamentos para telas de máquina de papel, revestimento de cabos, moldes de injeção de engenharia e compartimentos de eletrônicos.

Qualidade sempre em mente

rhenowave_03_bearb

O controle de processo da linha Rhenowave foi desenvolvido para os fabricantes de pneus, perfis, artigos técnicos de borracha e compostos de borracha, para monitorar, de forma confiável, a qualidade de dispersão de compostos de borracha durante a extrusão.

O controle de processo em linha Rhenowave da ADD é destinado a processadores de borracha. Demonstrações práticas deste produto serão realizadas no stand da feira. Ele já foi introduzido com sucesso pela ADD em um ambiente industrial do grupo em dois sites da LANXESS para a produção de bladders. “Graças ao Rhenowave, oferecemos aos processadores de borracha a possibilidade de atingir um nível completamente novo de qualidade no processo de extrusão”, diz Philipp Junge, diretor da linha de negócios Rubber Additives na unidade de negócios ADD da LANXESS. “Os dados de análise são coletados continuamente na linha, ou seja, durante a produção, e fornecem informações sobre a qualidade de todo o volume de produção, e não apenas de algumas peças de teste. Este é o grande atrativo do Rhenowave e aumenta a relação entre custo e eficácia “, explica Junge.

O Rhenowave é instalado no cabeçote da máquina de extrusão existente. A medição é realizada de forma volumétrica, não destrutiva e representativa. Isto resolve os pontos fracos do procedimento de teste convencional, onde uma amostra é retirada e posteriormente analisada em um laboratório. Com o Rhenowave, a qualidade do compósito é avaliada em menos de um segundo assim que o compósito sai da extrusora (controle em linha). Até 100 por cento do compósito pode ser analisado desta forma. Áreas onde a qualidade do compositivo é insatisfatória podem ser reconhecidas rapidamente, em vez de mais tarde no produto acabado. “Isso permite que as correções necessárias sejam feitas no processo sem qualquer atraso substancial, garantindo alta qualidade, minimizando taxas de rejeição e cortando custos de produção. O nosso objetivo é ajustar o aparelho Rhenowave para ser fabricado para as necessidades dos clientes “, diz Junge.

Você pode encontrar mais informações em http://lanxess.com/en/corporate/products-solutions/trade-fair-calendar/k-2016/

Vemo-nos na K 2016, corredor 6, C76!