2014-00057_Saltidin_zur_WM_01

Proteção benigna contra mordidas

Mosquitos, carrapatos, e semelhantes podem ser um incômodo real. No calor, eles podem desencorajá-lo de passar tempo ao ar livre, e às vezes eles podem até mesmo transmitir doenças perigosas. A subsidiária Saltigo da LANXESS fornece uma proteção eficaz contra estes pequenos alimentadores de sangue sob a forma do produto Saltidin. Ele é um agente usado em muitos produtos repelentes que mantêm os insetos a uma distância segura, quando aplicado à pele ou a rou

Perigos ao ar livre

Saltidin1

A natureza é um paraíso para muitas pessoas, quando estão de férias à beira-mar, curtindo uma festa no parque, andando em um bosque ou simplesmente passando o tempo em seu próprio jardim – desde que o local não esteja repleto de insetos que tomem conta do lugar. Muitas vezes, porém, pernilongos famintos, carrapatos, moscas que picam e mutucas se escondem nesses locais. Eles atacam sem piedade qualquer parte descoberta do corpo, rastejam em mangas e decotes, e picam até através da roupa fina. Penetram suas probóscides profundamente na pele e se alimentam do sangue de suas vítimas. Depois, a mordida pode coçar e queimar por dias ou mesmo semanas, e as marcas vermelhas deixadas para trás não são muito sexy também. Mas pior do que a pele cheia de manchas e a coceira constante é o perigo de contrair uma doença como a malária, dengue, doença de Lyme, ou meningite. Isso porque não é incomum que insetos e carrapatos sejam portadores dos agentes patogênicos responsáveis por estas doenças, que podem ser fatais para seres humanos.

Há muitos truques e dicas para a proteção contra mosquitos e outros vorazes insetos que se alimentam de sangue: desligar a luz, queimar incenso, comer alho, etc. Mas, infelizmente, a maioria deles não funciona. Isso porque as pragas são atraídas pelo dióxido de carbono e o odor de uma variedade de bactérias que naturalmente protegem a pele. Banhos longos também não ajudam. Perfumes e desodorantes contêm ingredientes que podem atrair os pequenos vampiros ainda mais. Isto está em contraste com o agente ativo Saltidin, que é encontrado em muitos repelentes de insetos comuns e é fabricado em Dormagen pela subsidiária Saltigo da LANXESS. “O Saltidin fica na pele como uma película”, diz Detlef Petersen, que supervisiona o negócio global de Saltidin na Saltigo. “O mosquito não consegue mais sentir o cheiro de nada.” O repelente deve ser aplicado em todos os lugares, porque só nos locais cobertos pelo Saltidin a pele está verdadeiramente protegida contra ataques de insetos sanguinários e carrapatos. Detlef Petersen sabe isso com base em sua própria experiência. “Tenho sempre que testar coisas novas em mim”, diz a gerente com um sorriso. “Recebo formulações extras preparadas pelo nosso engenheiro de aplicações para isso.”

Resistência não-violenta

Saltidin5

Aproximadamente 170 produtos diferentes com concentrações distintas de Saltidin são vendidos somente em drogarias e farmácias alemãs. Há ainda produtos no mercado para cavalos e cães. Estão disponíveis sprays, géis, loções, lenços umedecidos, bastões e cremes. Nas lojas, os produtos são vendidos como “repelente” (da palavra latina “repellere”, que significa “espantar” ou “empurrar para trás”). Diferente dos inseticidas, eles não matam os atacantes, em vez disso simplesmente impede-os de morder. Isso significa que mesmo os protetores dos animais podem se proteger de picadas e mordidas com a consciência limpa. Quando os repelentes são usados, as resistências também se desenvolvem menos rapidamente. Além disso, o Saltidin é considerado muito suave para a pele e ecológico. Os produtos que contêm este agente podem ser usados sem receio, mesmo em crianças pequenas e mulheres grávidas.
“Realizamos amplos estudos toxicológicos e testes dermatológicos, a fim de atender às exigências mais rigorosas dos órgãos governamentais”, diz Petersen. O desenvolvimento dos agentes ativos custou cerca de dez milhões de Euros. E o esforço tem valido a pena: o Saltidin ganhou a aprovação de instituições governamentais e organizações de defesa do consumidor em todo o mundo – incluindo, por exemplo, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA, o Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças, e Agência de Saúde Australiana de Queensland. O Saltidin também foi aprovado pela Agência de Proteção Ambiental dos EUA (EPA), bem como por agências de países como Suécia, Noruega e Dinamarca, que são considerados extremamente críticos quando se trata de questões de proteção ambiental e do consumidor. A conhecida agência alemã de defesa do consumidor, Stiftung Warentest, também deu notas excelentes para repelentes de insetos contendo este agente. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda ainda o Saltidin como a medida profilática preferida contra doenças transmitidas por mosquitos, como a malária, febre amarela, dengue e febre do Nilo Ocidental.

 Prevenção de doenças

Saltidin4

Há mais de 3.000 tipos de mosquitos ao redor do mundo – desde o extremo norte da Finlândia até o Cabo da Boa Esperança, o ponto mais meridional da África. Nos pântanos do Alasca, Finlândia, e na antiga União Soviética, enxames de mosquitos literalmente escurecem o céu e tornam a vida insuportável para pessoas e animais. Nos trópicos e subtrópicos, os mosquitos espalham epidemias, como a malária. Os culpados são as fêmeas de muitas espécies no gênero Anófeles. Na Europa e nos EUA, os mosquitos raramente transmitem doenças, mas como resultado do turismo e viagens de negócios, principalmente para a Ásia, África e América do Sul, os casos de malária, dengue e febre amarela podem ocorrer nessas áreas também. Um tipo de inseto que é especialmente resistente a muitos repelentes convencionais é o mosquito da febre amarela, Aedes aegypti, que assombra os trópicos, subtrópicos, e agora até mesmo o sul da Europa.

Este mosquito tem hábitos diurnos, caça ao ar livre e é muito mais agressivo do que o mosquito comum, que geralmente ataca as suas vítimas enquanto elas dormem.
Além disso, as infecções causadas por picadas de carrapatos estão em ascensão na Europa e América do Norte. O Instituto Robert Koch estima que só na Alemanha, picadas de carrapatos infectam pelo menos 100 mil pessoas por ano com os patógenos responsáveis pela doença de Lyme. Se a infecção não for reconhecida e tratada com antibióticos, a vítima pode ter problemas de saúde crônicos, como artrite, ou graves danos no sistema nervoso. Os carrapatos também podem transmitir a encefalite (TBE – encefalite transmitida por carrapatos, em inglês), que muitas vezes pode se manifestar como meningite ou uma encefalite ainda mais perigosa. Até 2% dos pacientes de TBE na Europa Central morrem, porque a infecção não foi diagnosticada e não receberam a medicação necessária.

Obviamente, um agente repelente só pode proteger com precisão contra tais doenças perigosas se ele realmente não der aos transmissores a oportunidade de se proliferar. Se um produto que contenha Saltidin é pulverizado ou esfregado sobre a pele, os mosquitos se afastam por oito a doze horas, dependendo do tipo de mosquito e da formulação, o suficiente para uma noite de descanso. Carrapatos são repelidos com êxito de seis a 14 horas, e moscas que picam em até dez horas. As formigas e baratas não gostam do cheiro do agente e são repelidas ao longo de um amplo espaço de dias. O importante é garantir que você esteja usando um produto com uma formulação o mais concentrada possível. “Outros benefícios do nosso agente são a sua aplicação simples e suas boas propriedades cosméticas”, diz Petersen. “Depois de colocadas sobre a pele, as formulações com Saltidin não formam uma película pegajosa na pele, não têm cheiro ruim e não danificam materiais sintéticos e têxteis, como muitos outros produtos.”

O que realmente funciona

Saltidin3Quimicamente, o Saltidin pertence ao grupo de carbonatos – Ésteres do ácido carbônico – e tem o nome trava-língua 1 – (1-Metilpropoxicarbonil) -2 – (2-hidroxietil)-piperidina. Uma designação muito mais simples é a denominação internacional que lhe é atribuída pela OMS, Icaridin, ou o nome comercial que Saltigo lhe deu, Saltidin. Este agente oleoso, que a Saltigo atualmente ainda detém a patente, foi vendido pela primeira vez no mercado em 1998. Ele substituiu o agente dietiltoluamida (DEET, para abreviar), que tinha efeitos colaterais indesejáveis. A Saltigo fornece o agente e o know-how para processá-lo. Seus clientes da indústria farmacêutica e de cosméticos misturam-no com solventes de acordo com suas próprias fórmulas e geralmente adicionam uma substância aromática também. Após o produto ser aplicado, os solventes evaporam, deixando o agente ativo como uma película fina e invisível sobre a pele. A proteção contra insetos que se alimentam de sangue dura enquanto o tempo que leva para o agente evaporar lentamente, tempo durante o qual forma uma camada aromática sobre a pele. Em caso de transpiração excessiva, ou após nadar ou tomar uma ducha, o produto deve ser aplicado novamente, porque a maioria dos repelentes tem apenas resistência limitada à água. Cremes ou sprays também devem ser aplicados por baixo ou por cima de tecidos finos ou entrelaçados.

E aqui algumas coisas que você pode fazer para manter essas pequenas pragas à distância:

  • Usar roupas de cor clara.Os mosquitos que são ativos no escuro e à noite gostam de pousar em roupa escura. Carrapatos também são mais fáceis de detectar em roupas claras.
  • Telas de malha fina contra insetos nas janelas afastam os mosquitos. Nas férias, você também pode colocar telas com velcro.
  • Telas mosquiteiros (também disponíveis com inseticidas) protegem não só contra os mosquitos mas também contra outros insetos e pragas.O tamanho da tela deve ser no máximo de 1,2 milímetro nos trópicos. Em climas mais frios, 2 mm de malha são suficientes.
  • Ligue o ar condicionado e esfrie o cômodo duas horas antes de ir para a cama, pois os insetos preferem quartos mais quentes.(Antes de ir para a cama, você pode desligar o ar condicionado para evitar pegar um resfriado.)
  • Elimine os criadouros de insetos.Cubra tonéis de chuva e lave lavatórios para pássaros a cada dez dias – os mosquitos fêmeas depositam seus ovos em águas paradas.
  • Durante viagens, use repelentes com Saltidin, porque muitos repelentes naturais, como óleo de limão, não são eficazes. (Repelentes geralmente não necessitam de aprovação nos países de destino.)

As precauções tomadas contra os mosquitos são sempre dirigidas às fêmeas. Só elas mordem – elas precisam de sangue para que seus ovos cresçam. Os mosquitos machos são vegetarianos pacíficos que vivem na seiva da planta.